3 Milhões de e-mails para um… CSV

Um dos meus tickets naquela semana era aparentemente simples: exportar uns dados pra um arquivo CSV. Simples, não? A ideia inicial era: Criar um comando no Django que fizesse a busca no banco, exportasse pra um CSV e fizesse o upload dele no nosso S3 Esse CSV só precisava ter dois campos: um ID e o corpo do email em HTML Problema #1: buscando no banco Na teoria tudo parecia correr perfeitamente bem e fácil.

Leia mais →

Como foi a Djangocon Europa 2018

Faz quase um ano que estou trabalhando com Django e essa foi a minha primeira Djangocon! 🎉 Nesse post vou contar como foi a experiência e alguns tópicos que chamaram atenção na conferência. A Djangocon Europa aconteceu de 23 a 27 de Maio em Heildeberg, na Alemanha. Foram quase 400 participantes e 35 palestras. De quarta a sexta, aconteceram palestras e durante o final de semana, as sprints. Curiosidades e outras coisas legais O software da programação do evento é de código aberto.

Leia mais →

[python drops] NamedTuples

O módulo collections do Python é cheio de recursos bem úteis. Uma delas é a NamedTuples. Como o nome já diz, a ideia por trás é ter tuplas nomeadas. Ou seja: os mesmos recursos básicos de uma tupla mas com nomes para os atributos. Dessa forma, você não precisa se preocupar em memorizar a ordem dos elementos, apenas saber o nome deles. Esse recurso não é novo mas pode ser bem útil ter ele na manga.

Leia mais →

[python drops] f-strings

Mas hoje, mas no programa de hoje o gotas de Pythão será sobre f-strings conhecido também como Literal String Interpolation. Esse recurso foi introduzido na versão 3.6 do Python e o objetivo é tornar a interpolação de Strings mais legível. Interpolação é só um nome chique para o ato de montar/construir uma String a partir de dados que você queira: uma variável, um retorno de método etc. Antes, os jeitos mais comuns de interpolar Strings eram assim:

Leia mais →

[python drops] Pathlib

O módulo pathlib está aí desde a versão 3.4 do Python mas confesso que comecei a usar mesmo há pouco tempo. Pra quem tá ouvindo esse nome agora, o pathlib é Object-oriented filesystem paths ou um módulo com várias classes para te ajudar a manipular caminhos de maneira mais prática. Cada classe tem um uso apropriado e se você quiser se aprofundar nelas, sugiro dar uma olhadinha na documentação. Esse post é bem introdutório (e ao mesmo tempo um lembrete da sintaxe pra mim mesma :)).

Leia mais →